• Redação TBT

Poeta Louise Glück vence Nobel de Literatura

A academia sueca disse hoje (8) que a vitória foi por sua “inconfundível voz poética que, com austera beleza, faz da existência individual universal



A infância e a vida familiar, a relação próxima com os pais e irmãos, é uma temática que tem permanecido central com ela. Nos seus poemas, o eu escuta o que resta dos seus sonhos e ilusões, e ninguém pode ser mais difícil do que ela ao confrontar as ilusões do eu. Mas mesmo que Glück nunca negasse o significado do fundo autobiográfico, ela não deve ser considerada como uma poetisa confessional. Glück procura o universal, e nisto inspira-se em mitos e motivos clássicos, presentes na maior parte das suas obras. As vozes de Dido, Persephone e Eurydice – os abandonados, os castigados, os traídos – são máscaras para um eu em transformação, tão pessoal como universalmente válido“, comentou em nota o Prêmio Nobel.

Receba nossas atualizações

  • Instagram - White Circle

Site Oficial The Brazilian Times