• Redação TBT

Empresas pedem boicote publicitário contra o Facebook


Empresas que fazem parte do boicote querem que a rede social adote mudanças em torno do conteúdo que é publicado na plataforma. A intenção é impedir o que elas chamam de ‘discurso de ódio’ e ‘fake news’.


Em uma transmissão ao vivo, Mark Zuckerberg anunciou que a rede social vai ampliar as restrições ao discurso de ódio em publicidade paga e pode até remover conteúdos publicados por políticos.


As ações do Facebook tiveram uma queda de 8,3% na última sexta-feira (26), com uma perda de 56 bilhões de dólares (R$ 306,8 bilhões) do valor de mercado. De acordo com a Bloomberg, Mark Zuckerberg viu sua riqueza recuar 7,2 bilhões de dólares (R$ 39,4 bilhões).


A Unilever informou que, até o fim do ano, estarão suspensos seus anúncios publicitários no Facebook e no Instagram.

Receba nossas atualizações

  • Instagram - White Circle

Site Oficial The Brazilian Times