• Redação TBT

Auxílio emergencial tira pessoas da extrema pobreza

O Brasil atingiu em junho a menor taxa de pobreza dos últimos 44 anos, registrando 3,3% da população vivendo na extrema pobreza. Essa taxa era de 6,9% no mesmo período do ano passado.


O levantamento foi feito pela FGV juntamente com o Instituto Brasileiro de Economia, que apontam o auxílio de R$ 600 distribuídos pelo Governo Federal como o principal fator para essa redução, podendo ser considerado o maior programa de renda do mundo


O Dataprev estima que 124,2 milhões de pessoas foram diretamente ou indiretamente beneficiadas pelo Auxílio Emergencial, sendo mais de 65 milhões de pessoas registradas que receberam o benefício.

“É bem aceito que nunca o Brasil teve taxas de pobreza tão baixas”, disse Daniel Duque, pesquisador do Ibre/FGV e autor dos cálculos.

São computados neste grupo aqueles quem têm renda domiciliar per capita de 1,90 dólares por dia ou 154 reais mensais por integrante da família.


A Caixa Econômica deposita hoje (29) as parcelas do auxílio emergencial para os beneficiários nascidos em março.

Receba nossas atualizações

  • Instagram - White Circle

Site Oficial The Brazilian Times